Você pode demitir seu chefe, sabia?

Basta passear rapidamente pelos corredores de qualquer empresa para identificar o alto nível de insatisfação dos colaboradores. Parte desta insatisfação pode surgir por um relacionamento deteriorado com a liderança ou por uma falta de identificação dos liderados com os seus superiores.

Em alguns casos, os liderados podem ter razão. Afinal, é comum que muitos líderes cheguem nestas posições por serem uma referência técnica, alguém que operava muito bem em suas atividades, mas que, nem sempre, possuem habilidades de comunicação e gestão de pessoas bem desenvolvidas. Fora que, até 20 anos atrás, o perfil de liderança mais comum era voltado exclusivamente aos resultados, sem muita preocupação com as necessidades individuais dos profissionais, o que afeta os relacionamentos.

Porém, existem, também, os liderados que atacam os seus líderes, se irritam com as suas posturas e terceirizam todas as suas insatisfações e frustrações profissionais para quem está acima. A imaturidade profissional afeta um julgamento saudável e justo sobre a real capacidade dos líderes em gerir as suas equipes em busca de melhores resultados. Estes liderados se tornam os famosos “reclamações” e, geralmente, pagam um alto preço em suas carreiras por esta postura.

Independente da sua situação, se o seu líder, realmente, não está preparado ou se é você quem não possui o preparo adequado, saiba que você pode demitir o seu chefe quando quiser. Você tem maior controle sobre a sua vida profissional do que imagina e tomar essa decisão pode evitar desgastes com a empresa e problemas em sua carreira, como a estagnação e a falta de oportunidades de aprendizado, além de um possível esgotamento físico e mental.

E para demitir o seu chefe você só precisa entrar em ação. A forma mais fácil é, obviamente, solicitando a sua própria demissão. Apesar de parecer uma decisão estúpida, se você for um colaborador excepcional não corre risco. Top performers sempre possuem vagas garantidas em qualquer empresa e, geralmente, recebem constantes propostas de trabalho de outras empresas, mesmo em crises.

Vagas

Se o seu desempenho não é tão fantástico assim, você ainda pode demitir o seu chefe solicitando uma realocação de equipe ou departamento ao RH da empresa ou, até mesmo, diretamente para o seu líder. Isto é mais comum do que se imagina e, enquanto era funcionário de uma empresa de consultoria, realoquei inúmeros colaboradores em minha equipe. Trazia profissionais que tinham potencial para responder a minha forma de gestão e retirava os que não se identificam comigo. Perceba que, neste processo, ninguém era demitido, apenas trocava de equipe, liderança ou área.

Perceba que opções sempre existirão. Então, depende de você agarrar as rédeas da sua carreira profissional e fazer a mudança necessária. Você tem esse poder, mas isto exigirá coragem e bom senso. Se necessário, peça ajuda especializada para conduzir este processo.

Aos “reclamações” de plantão, gastem menos energia sendo vítimas da sua empresa, dos seus chefes e do mercado e foquem as suas energia em produzir a mudança desejada em suas vidas. Este é o único caminho para que sua vida melhore! Caso não mude sua postura, te garanto, tudo continuará péssimo.

 

_

Sobre o autor
Allan Lopes é  Coaching Sistêmico, membro da Internacional Coach Federation, Master Practitioner em PNL e especialista em gestão de performance e em processos de mentoring e coaching aplicados ao ambiente corporativo. Sócio da Soar Desenvolvimento Humano e responsável pela área de Consultoria em Recursos Humanos.

O post Você pode demitir seu chefe, sabia? apareceu primeiro em Portal Carreira & Sucesso.

Fonte: https://www.catho.com.br/

Avalie esta postagem

Ultimas Vagas

Comentários no Facebook